Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Tecnologias > ENSINO > Orientações para uso mais eficiente do Moodle
Início do conteúdo da página

Orientações para uso mais eficiente do Moodle

Publicado: Terça, 28 de Julho de 2020, 18h04 | Última atualização em Terça, 28 de Julho de 2020, 21h50 | Acessos: 1430

O Moodle é uma plataforma incrível, com diversas possibilidades de uso e de interação com os alunos. Com o ensino remoto, se tornou uma ferramenta imprescindível. Neste mês, no entanto, houve um uso excessivamente alto no envio de arquivos grandes para recursos de disciplina. Com isso, no primeiro dia de aulas remotas, o servidor do Moodle entrou em colapso. Não houve mais espaço de armazenamento nem para ações básicas, e o sistema ficou indisponível.

Para maior clareza do problema, suponha uma disciplina que tenha 10 vídeos com mais de 300MB (mais as rotinas de backup). Com esse uso muito alto da armazenagem, essa única disciplina pode ocupar em torno de 5% a 20% de todo o espaço do nosso servidor. Lembrando que temos dezenas de outras disciplinas que necessitam dos mesmos recursos de armazenamento. Bastam poucas disciplinas que utilizam da mesma maneira que a primeira para conseguir atingir a capacidade máxima do servidor.

A CTI do câmpus consegue aumentar o espaço de armazenamento (tal como foi feito em 27/07/2020), mas como existe limitações físicas, esta é uma solução emergencial e não deve ser tratada como rotina. Sem uma conscientização de uso, o Moodle voltará a ter interrupções.

Sendo assim, elaboramos alternativas gratuitas de hospedagem de vídeos e de outros documentos grandes. 

Disponibilização de vídeos

O Moodle oferece a opção de enviar arquivos de vídeo diretamente na plataforma, mas esta é uma solução boa para vídeos curtos. Alunos que tenham problemas relacionados com a banda de Internet sofrerão bastante, pois pelo Moodle não há opções de diminuir a qualidade do vídeo para assistir aos vídeos com fluidez.

O Youtube é a plataforma mais conhecida para publicação de vídeos na Internet. Para ter acesso, basta ter uma conta Google.

Para compartilhar vídeos no Youtube, há tutoriais para:

Com o vídeo postado, é preciso adicionar o recurso à sua disciplina. O site oficial do Moodle oferece tutorial completo (basta clicar neste link — no momento, apenas em inglês). Em português, você pode acessar este link para incorporar o vídeo na sua disciplina sem precisar colocar o endereço URL. Isso evita que o aluno se disperse ao ser redirecionado para uma página externa.

Há casos em que você quer que apenas seus alunos tenham acesso aos vídeos publicados. No tutorial deste link você encontra os detalhes para deixar seus vídeos no Youtube privados.

Disponibilização de arquivos grandes

Nos tempos de hoje, em um mundo digital é difícil não se esbarrar no termo "dados em nuvem". Isso mostra que a mídia física (como pendrives, CDs e os "falecidos" disquetes) vem perdendo espaço. Para compartilhar arquivos, você envia a um serviço de nuvem e todos que você permitir acesso a ele poderão acessá-lo. 

Sendo assim, aqui estão alguns tutoriais para poder compartilhar arquivos grandes em outros serviços:

Outros serviços: Dez sites para compartilhar arquivos na nuvem de forma simples e online (techtudo.com.br)

A disponibilização de um recurso externo em uma disciplina é feita utilizando a opção "URL":

Documentos já disponíveis na Internet

Em alguns casos, os arquivos a serem disponibilizados aos alunos (como programas, arquivos de sistemas operacionais, vídeos, apresentações, etc.) já estão na Internet. Não é necessário baixar o arquivo para colocar no Moodle. Basta clicar com o botão direito no link desejado e escolher a opção de "Copiar endereço do link" para inserir o recurso "URL" na disciplina.

Importante: depois de colocar o link como recurso, é preciso fazer este teste: clique no link da disciplina e escolha para "abrir em uma aba anônima". Se a página abrir com erro, o link utilizado não é válido. 

 

O portal do câmpus já disponibiliza vários links prontos para download dos programas que são utilizados nos laboratórios. A página é www.sbv.ifsp.edu.br/apps

Concluindo

As opções acima são recomendações, e não uma regra. As formas tradicionais de upload pelo Moodle permanecem disponíveis, e este modo de uso era mais importante quando era preciso que os arquivos estivessem sempre acessíveis de dentro do câmpus, mesmo quando não havia conexão com a Internet. Como tudo esta remoto, este argumento não é mais relevante (para funcionar, tudo e todos devem estar na Internet).

Para evitar novas interrupções repentinas no sistema Moodle, agora o limite máximo para envio de um arquivo está em 20MB, mas todos os arquivos grandes disponibilizados até o momento no sistema permanecem disponíveis. Os professores não serão obrigados a remover o conteúdo antigo, mas a CTI recomenda fortemente que troquem os arquivos grandes pelas formas recomendadas neste tutorial.

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página