Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

112 anos da Rede Federal: Câmpus promove campanha de doação de sangue

Publicado: Quinta, 23 de Setembro de 2021, 07h51 | Última atualização em Terça, 19 de Outubro de 2021, 09h53 | Acessos: 141

Em parceria com a Bioclínica de São João da Boa Vista, o tema da campanha solidária é "Nosso presente é salvar vidas!", em comemoração aos 112 anos da Rede Federal.

Em comemoração aos 112 anos que a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica completa hoje, dia 23 de setembro, inaugura-se no nosso câmpus a campanha solidária de doação de sangue "Nosso presente é salvar vidas!", ratificando à importância da função social da nossa Rede na sociedade.

De acordo com a Bioclínica, o serviço de hemoterapia do Banco de Sangue vem enfrentando baixa quantidade de doações, principalmente por conta da pandemia do COVID-19, ao mesmo passo que se tem aumentado a utilização dos estoques em razão dos casos grave da doença.

A ideia da campanha de doação de sangue foi proposta pela servidora Priscila Cabreira de Freitas à Direção Geral que, reconhecendo a relevância da participação da instituição em ações envolvendo a comunidade nesse momento difícil, como já vem sendo feito durante toda a pandemia, prontamente aprovou o apoio institucional. Assim, por meio da equipe da Coordenadoria de Apoio à Direção, a qual propôs realizar a campanha em comemoração ao aniversário da Rede, surgiu o tema.

Para tanto, está sendo realizada a sensibilização da comunidade interna e externa pelas mídias sociais, ocasião em que são divulgadas as orientações para participação, tais como informações sobre agendamento (pelo telefone ou whatsapp da Bioclínica), requisitos para ser doador(a), período de doação pós-vacina, etc. Confira as orientações mais abaixo!

Toda doação será bem-vinda, mas o desafio da campanha será totalizar 112 doações, em referência à quantidade de anos da Rede. Assim, durante a campanha será divulgado o andamento das doações. Cabe lembrar que estudos mostram que cada doação pode salvar até 4 vidas. 

Convidamos toda a comunidade a nos ajudar nessa causa e esperamos o apoio de todos na divulgação junto a docentes, TAEs, terceirizados e alunos, incentivando-os a sensibilizarem familiares e amigos de São João da Boa Vista e região a participarem da campanha também.

Link para agendamento: https://bit.ly/doarifspsbv

 

 

Confira abaixo os 5 passos para doação de sangue:

 

 

 

 

 

IMPORTANTE: A Anvisa publicou a Nota Técnica 12/2021 para orientar sobre os prazos de inaptidão temporária para doação de sangue dos candidatos vacinados. Assim sendo, no caso da vacina CoronaVac recomenda-se a inaptidão de 48 horas depois da aplicação do imunizante. Se a pessoa candidata a doar sangue tiver sido imunizada com as demais vacinas, o prazo é de sete dias após o uso. Por precaução, deve-se aplicar um adiamento da doação de sangue de pessoas que desenvolveram sintomas ao receber uma das vacinas por até sete dias após o fim dos sintomas. De acordo com a agência, "é fundamental que sejam desenvolvidas ações para mobilizar a população a doar sangue conforme os planos locais e as orientações do Ministério da Saúde (MS), a fim de preservar o abastecimento de sangue na rede dos serviços de hemoterapia (bancos de sangue) do país, bem como para garantir a segurança transfusional e o bem-estar dos doares."
Fonte: Anvisa 

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Bioclínica por meio dos contatos apresentados no Passo 2. Participe!!!  

 

HISTÓRICO DA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

A história das instituições federais de educação profissional, que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, começou em 1909, quando o então Presidente da República, Nilo Peçanha, criou 19 escolas de Aprendizes e Artífices que, mais tarde, deram origem aos Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Cefets).

Tida no seu início como instrumento de política voltado para as 'classes desprovidas', a Rede Federal se configura hoje como importante estrutura para que todas as pessoas tenham efetivo acesso às conquistas científicas e tecnológicas.

Foi na década de 1980 que um novo cenário econômico e produtivo se estabeleceu, com o desenvolvimento de novas tecnologias, agregadas à produção e à prestação de serviços. Para atender a essa demanda, as instituições de educação profissional vêm buscando diversificar programas e cursos para elevar os níveis da qualidade da oferta.

Cobrindo todo o território nacional, a Rede Federal presta um serviço à nação, ao dar continuidade à sua missão de qualificar profissionais para os diversos setores da economia brasileira, realizar pesquisa e desenvolver novos processos, produtos e serviços em colaboração com o setor produtivo.

Em 29 de dezembro de 2008, com a Lei nº11.892, 31 centros federais de educação tecnológica (Cefets), 75 unidades descentralizadas de ensino (Uneds), 39 escolas agrotécnicas, 7 escolas técnicas federais e oito escolas vinculadas a universidades deixaram de existir para formar os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Dentre eles, o Instituto Federal de São Paulo - IFSP.

Fonte: MEC 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página